Cristal Fractal

Newton

 

 

 

  

 

 

   Conceito Artístico:

 

Óleo 5 – Cristal Fractal ( de Newton [1642-1727] )

2007 - ( 30 x 60 cm )

 

   Conceito Científico:

 

     Embora o número de pessoas interessadas na apreciação da geometria fractal seja ainda escasso; entre estudantes, cientistas, ou simplesmente leigos e artistas, a comunidade de curiosos e entusiasmados por esta temática cresce dia após dia. O conceito de fractalidade revela-se constantemente como uma ordem oculta da estrutura da Natureza. Esta organização pode estar associada à forma das nuvens, às bolhas de sabão, à formação dos fetos e também igualmente presente em cristais de gelo, falhas tectónicas, e até mesmo na organização e dispersão das galáxias pelo Universo. Tudo padrões que obedecem a uma geometria fractal. Esta geometria parece apelar a uma Geometria do Caos mas é um caos constante, ordenado, organizado, passível de ser descrito por meio de fórmulas e de modelos estatísticos.

     Os objectos fractais aludem a uma divisão infinita da matéria, revelando dimensões escondidas de um mesmo padrão repetitivo à medida que se amplia ou se diminui a escala. A forma base é sempre a mesma, que se multiplica ou se subdivide com a profusão da escala, sugerindo que tudo aquilo que se vê mais não é do que uma repetição da Natureza e do Cosmos, uma repetição infinita e constante que se manifesta sempre que usamos diferentes escalas de observação. Assim sendo, e parafraseando William Blake, talvez seja realmente possível “Ver o mundo numa grão de areia.”.

     As imagens fractais enquadram-se numa geometria organizada e tal como a matemática da geometria fractal, a Natureza também parece estar fascinada pela ordem dos números. O fractal é uma imagem que se repete infinitamente; talvez, então, na Geometria Fractal possamos encontrar o próprio reflexo da Geometria da Universo!  

     No centro desta nova ciência está associado o conceito de infinito. O infinito é o número mais misterioso da Matemática, simultaneamente ausente e presente, preciso e indefinido, completo e imperfeito. Um termo matemático inicialmente impossível de se tratar, cujo símbolo ∞ foi proposto pelo matemático inglês John Wallis em 1655, mas mais tarde sofreu uma aplicação revolucionária. O conceito de infinito foi aprofundado por Isaac Newton no séc. XVII, desenvolvendo-o e aplicando-o ao conceito de limite, marcando assim uma viragem revolucionária na História da Ciência. Com o seu Teorema Fundamental do Cálculo, Newton estabelece uma espantosa relação entre o Cálculo Integral e o Cálculo Diferencial, ferramentas imprescindíveis na Matemática moderna.

     Este cientista, de carácter muito próprio, conseguiu revolucionar o mundo da ciência com inúmeras descobertas, não só na área da Matemática como também da Física. Os seus trabalhos eram de uma enorme diversidade e abrangiam áreas muito distintas: desde o estudo da decomposição da luz num prisma; à invenção de um novo telescópio; ao estudo dos movimentos dos astros; culminando numa teoria que publicou em 1686, e que revelava a existência de uma Lei de Gravitação e atracção Universal.

   A humanidade tem uma grande dívida para com este genial matemático e físico.

     Mas segundo as suas próprias palavras, também ele compreendeu que toda a ideia é um entrelaçamento infinito com outras ideias:

 

“ Se pude avistar mais longe foi porque me apoiei nos ombros de gigantes.”

Sir. ISAAC NEWTON

( 1642 – 1727 )

 

 

   Conceito Literário:

 

“ Querer infinitamente o infinito.”

KIERKEGAARD

 

“ Se tu pensas o infinito, tu pensas e confirmas o infinito da tua faculdade de pensar.”

FEUERBACH

 

“ O pensamento faz a grandeza do Homem.”

BLAISE PASCAL

 

“ Possuímos um instrumento de medida cujo alcance não tem limite:

 o nosso pensamento.”

MAX PLANCK

 

“ Quem conduz e arrasta o mundo não são as máquinas, mas as ideias.”

VICTOR HUGO

 

“ A Natureza e as suas leis estavam ocultas na noite,

Deus disse: Seja Newton! E tudo foi luz.”

ALEXANDRE ( o Papa )

 

“ Na existência a palavra de ordem é sempre para a frente.

A existência é a síntese do infinito e do finito e o indivíduo existente

é finito e infinito.”

KIERKEGAARD

 

“ Aquele que espera o impossível é o maior de todos.”

KIERKEGAARD

 

“ Esquece as distinções. Salta para o ilimitado e faz dele a tua casa.”

CHUANG TZU

 

‘Somente o pensamento humano revela a energia do infinito.’

C. P. FOURNIER