O Labirinto

Feynman

 

 

 

 

 

 

 

 

 

   Conceito Artístico:

 

Óleo 14 – O Labirinto ( de Feynman [1918-1988] )

2009 - ( 50 x 50 cm )

 

 

   Conceito Científico:

 

     A Mecânica Quântica apresenta-nos conceitos bastante diferentes e exóticos. Entre probabilidades; incertezas; funções de onda; dualidade onda-partícula; quanta; tudo isso são novos conceitos absolutamente radicais que transformam a nossa visão da realidade, capazes de levar à tontura qualquer físico clássico tradicional, difícil de convencer e de converter.

     Estes princípios capturam a essência da Mecânica Quântica. Propriedades que normalmente pensamos estarem acima de qualquer suspeita, como por exemplo, a definição da posição, velocidade, momento e energia de um objecto quântico são agora vistos como meras flutuações incertas, probabilidades indefinidas.

     Este labirinto em que a Física actual se encontra tem levantado enormes restrições para o avanço desta ciência. Citando Richard Feynman: ‘Ninguém compreende a Mecânica Quântica’. Compreender o exacto porquê das entidades quânticas, como electrões e fotões terem simultaneamente um comportamento dual, umas vezes evidenciando características ondulatórias, outras vezes comportando-se como partículas, seria uma iluminação milagrosa para a compreensão deste mundo microcósmico.

     Os físicos quânticos aconselham-nos a aceitar a Natureza tal e qual como ela é. No entanto, não nos devemos deixar levar por esta conotação mais mística e indeterminista do mundo quântico, julgando-o de imediato como ilógico e impossível de compreender e há até quem lhe atribua outras descrições mais dramáticas, tais como, bizarra, absurda e irracional.

     Não nos devemos deixar seduzir e render completamente por estes novos conceitos sem sequer tentar enquadrá-los numa relação coerente.

     O compromisso entre o conceito de onda e corpúsculo tornou-se numa relação simultânea impossível de assimilar e ultrapassar, uma concepção inconciliável com o espírito humano.

     Porém, e acreditando nas palavras de Einstein: ‘Deus não joga aos dados’, por isso, deve haver uma explicação bastante racional para todo esse processo.

     Entre a escuridão e a luz, há realmente uma solução lógica para sair deste labirinto…

 

 

   Conceito Literário:

 

“ O pessimista queixa-se do vento, o optimista espera que ele mude

e o realista ajusta as velas!”

WILLIAM GEORGE WARD

 

“ E não sabendo que era impossível, ele foi lá e fez.”

JEAN COCTEAU

 

“ A minha única diferença em relação a um homem louco

 é que eu não sou louco!”

SALVADOR DALI

 

“ Este indivíduo é suficientemente sábio

 para se fazer de louco …”

WILLIAM SHAKESPEARE

 

“ As pessoas hábeis, calam-se e esperam.”

BALZAC

 

“ Não há o que possa chamar-se grande talento

 sem grande força de vontade.”

HONORÉ DE BALZAC

 

“ Creio muito na sorte. Quanto mais trabalho, mais sorte pareço ter.”

EMERSON

 

“ O único lugar onde sucesso vem antes do trabalho é no dicionário.”

ALBERT EINSTEIN

 

“São mais aqueles que desistem do que aqueles que fracassam.”

HENRY FORD

 

“ Nunca houve um génio sem um toque de loucura.”

ARISTÓTELES

 

 “ Se não conseguires convencê-los, confundi-os.”

HARRY TRUMAN