A Derrota

Clausius

 

 

 

 

 

 

   Conceito Artístico:

 

Óleo 17 – A Derrota  ( de  Clausius  [1822-1888] )

2009 - ( 70 x 100 cm )

 

 

   Conceito Científico:

 

     Antes do Homem saber escrever, falar, ou antes de conseguir construir quaisquer fórmulas ou palavras; num tempo muito anterior à Física ou à Literatura, o Homem aprendeu primeiramente a pintar. A Arte foi a primeira forma de expressão do ser humano. Entre a mais primitiva de todas surgiu, pela Europa e África, a Arte Rupestre, há 20.000 anos. Entre pinturas europeias e africanas, na arte pré-histórica destaca-se a riqueza e a expressividade da arte rupestre australiana, cuja pintura aborígene de Kimberley data de há 30.000 anos, ou mais! Com esta forma de expressão – o despertar artístico - surgiu a consciência do conceito de tempo e a possibilidade de transmitir uma mensagem.  

     As mensagens podem chegar-nos do passado, como também podem vir do futuro … A lei da não conservação da Entropia de Clausius revela um Universo em marcha acelerada em direcção a um fim, em que, durante este percurso esta enorme máquina que é todo o Universo esgotará todo o seu potencial e reservas de energia, calor e trabalho, dirigindo-se para um descanso póstumo, eterno, impiedoso e irreversível. Ao fim de dezoito anos de pesquisas, investigação e esforços em torno de uma teoria que explicasse a transferência irreversível do calor, Clausius depara-se com uma descoberta final absolutamente arrepiante acerca das Leis do Universo, da vida e da própria existência humana. Na verdade, não habitamos num Universo que estimula e evolui em favor da sustentação da diversidade da vida, mas em vez disso encontramo-nos num Universo que existe à custa da vida. Estar vivo é antinatural, com efeito, toda a vida existe em desafio, e não em conformidade com a lei mais fundamental do Universo: a inequação da Termodinâmica, que é uma medida do aumento da desordem, ΔSUniverso > 0. A prova científica com a qual este cientista se defrontou, a teoria sobre a qual inocentemente dedicou toda a sua vida, revelou ser a sua maior derrota e uma descoberta ingloriosa. Clausius acabara de descobrir a inevitabilidade do fim. Desejar o contrário implicaria desejar que a entropia do Universo não estivesse a aumentar mas sim a diminuir. Implicaria desejar que as folhas secas de Outono se voltassem a juntar nos ramos das árvores, frescas e verdejantes, implicaria inverter a ordem e o sentido das leis da Física e da segunda lei da Termodinâmica. 

     Na batalha diária da existência, as forças da morte acabarão sempre por silenciar as forças da vida …

 

 

   Conceito Literário:

 

“ De nada vale chorar sobre o leite derramado, quando todas as forças do Universo se uniram para o derramar!”

SOMERSET MAUGHAM

 

“ Porque, apesar de tudo, a melhor coisa que podemos fazer enquanto chove é … deixar chover.”

LONGFELLOW

 

“ Quão pobres são os que não têm paciência!

 Que ferida se curou, sem ser aos poucos?”

SHAKESPEARE

 

“ O que não me mata torna-me mais forte.”

NIETZSCHE

 

 “ Derrotas, só existem aquelas que se aceitam.”

BENTO JESUS CARAÇA

 

“ A coragem é a virtude do começo. A paciência é a virtude do recomeço.”

FRANCESCO ALBERONI

 

“ Quando um Homem tem força de vontade, os Deuses dão uma ajuda.”

ÉSQUILO

 

“ É estupidez pedir aos Deuses aquilo que se pode conseguir sozinho.”

EPICURO

 

“ O fracasso quebra as almas pequenas e engrandece as grandes.”

BENJAMIM FRANKLIN

 

“Quando te sentires cansado, fica sabendo que chegaste a metade do caminho.”

ANÓNIMO

 

“ Os dias prósperos não vêm por acaso. Nascem de muita fadiga e de

muitos intervalos de desalento.”

CAMILO CASTELO BRANCO

 

 “ Tudo aparece, se o homem souber esperar.”

TANCREDO

 

“ Se um homem não sabe a que porto se dirige,

 nenhum vento lhe será favorável.”

SÉNECA